Artigos

01.01.2020

A quem se endereça a fatura?


Mariana Negri, Regina Macêna, Andrea Lauermann, Deborah Maria Pinheiro Fernandes, Caroline Renata Luciro, Érika Parlato-Oliveira.


“Nascer ou morrer”¹, dar a luz ou vê-la se apagar, são questões para as quais não há representação. Não há como dizermos o que é, nem tampouco dizer tudo, plenamente, sobre esses pontos de Real. Há e haverá sempre enigmas, mal-entendidos e por isso sempre teceremos palavras e mais palavras ao redor destes irrepresentáveis na tentativa de escrevê-los - em parte. O nascimento de um bebê, em sua dimensão desde a concepção, gestação, parto, “rompe com uma anterioridade” ( ANSERMET, F. , 2003, p. 29), ou seja inaugura algo novo. “Nós nascemos, por assim dizer, provisoriamente em algum lugar; é pouco a pouco que compomos em nós o lugar de nossa origem, para nele nascer posteriormente e a cada dia de maneira mais definitiva”.( ANSERMET, F. , 2003, p. 31).

08.21.2018

Projeto e construção de jardim sensorial no Jardim Botânico do IBB/UNESP, Botucatu/SP

Este trabalho teve por objetivo possibilitar a ampliação das atividades do Jardim Botânico do IBB, com a implantação de um Jardim Sensorial para atender principalmente pessoas com necessidades especiais. Foram construídos dois canteiros nos quais foram incluídas plantas com diferentes texturas, aromas e formas que possibilitarão a integração de pessoas com necessidades especiais à natureza.


Palavras-chave: Inclusão social. Acessibilidade. Jardim sensorial. Educação Ambiental.

03.05.2018

Espaço Conviver: Atendimento a pessoas com deficiência, familiares e cuidadores

O Instituto Lucas Amoroso é uma instituição de assistência social com interfaces nas áreas de educação, saúde, cultura e esporte. A proposta de trabalho, enquanto organização social, trata de um espaço de convivência voltado às pessoas com deficiências de múltiplas idades, seus familiares e cuidadores. O Espaço propõe uma dinâmica de atividades que envolvem temas artísticos, culturais e educativos, na busca da autonomia e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

10.04.2017

A efetividade da inclusão escolar no Brasil

A inclusão escolar no Brasil, como em todo o mundo já passou por vários momentos. Hoje a pessoa com deficiência tem o direito garantido por lei de frequentar uma escola regular, porém o aprendizado dessas crianças nem sempre está garantido. O objetivo deste trabalho é analisar se a inclusão escolar tem contribuído de fato para o desenvolvimento da pessoa com deficiência, e se os professores estão preparados para esse processo. Através de uma reflexão, a partir de revisões bibliográficas, destacam-se a importância de melhor formação e capacitação para os professores, e a importância de terem uma visão e atitudes favoráveis à inclusão. Cabe ressaltar a importância de que acreditem nesse processo para que desenvolvam um trabalho que efetive a prática inclusiva. Outro fator importante são as políticas públicas, que devem contribuir com esse processo oferecendo garantias de aprendizado para todos.

10.04.2017

Saídas originais frente aos difíceis problemas que a sexualidade da pessoa com deficiência coloca para os familiares

O presente artigo tem como objetivo esclarecer as questões da sexualidade da pessoa com deficiência, contribuindo para um melhor entendimento do tema por parte dos cuidadores e familiares a fim de que pessoas com deficiência tenham uma vivência da sexualidade mais satisfatória. O estudo trata do comportamento da pessoa com deficiência frente à sexualidade evidenciando a compreensão do conceito, a percepção, o interesse e a falta de informação. São abordados os desdobramentos da sexualidade frente à família como as manifestações sexuais, a utilização de métodos contraceptivos, o temor quanto ao abuso sexual, doenças sexualmente transmissíveis e procriação. Conclui-se que são necessárias novas pesquisas frente ao tema a fim de garantir uma discussão mais ampla e consistente, sobretudo pelo desafio de modificar a visão da sociedade frente aos direitos da pessoa com deficiência intelectual, ao exercício da sua sexualidade, vendo-a como uma pessoa de direitos e deveres. Propõem-se novos estudos voltados a estratégias para trabalhar com os pais, tornando aquilo que é produzido parte do cotidiano desses indivíduos. É preciso cuidar de quem cuida. Promover cursos, grupo de pais, vivências, entre outros meios de orientação.

1 / 2

Please reload

fasc, projetos, ong, doações, altavila, alfa, paineiras, biblioteca, voluntariado, residencia, centro cultural, cultura, espiritual

horário de funcionamento:

de 2ª a 6ª feira, das 8h às 12h e das 13h às 18h

 

institutolucasamoroso@gmail.com

CNPJ 09.017.944/0001-46

Rua Alexandre Fleming, 72

Jardim Ícaro, Guaratinguetá/SP - 12506-131

  • ILA Facebook
  • ILA Instagram

(12) 3133-5207

(12) 99670-8993